Seguidores

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

INTOLERÂNCIA A LACTOSE

Entenda o que muda no funcionamento do organismo e porque o leite e seus derivados começam a fazer mal


No cardápio da maioria das crianças o leite é alimento obrigatório e única fonte de alimentação nos primeiros meses de vida. Não é tão simples compreender como um mesmo indivíduo que costumava ingerir mais de um litro de leite ao dia, agora, depois de adulto, ao beber apenas um copo de leite de vaca sinta cólicas abdominais, náuseas e diarréia. Esse distúrbio é chamado de intolerância à lactose.

A lactose é um açúcar, um tipo de carboidrato, dissacarídeo presente no leite e nos derivados dele, sua concentração varia de acordo com o tipo de mamífero, no leite de vaca, por exemplo, é de 7%. A intolerância a esse açúcar é provocada por uma diminuição de quantidade e de atividade da enzima lactase, presente na mucosa intestinal, responsável pela digestão da lactose.

Reações do corpo
Com a baixa atividade da enzima, o organismo tem dificuldades para absorver o açúcar do leite. Isso aumenta a sua concentração no intestino delgado, o que, conseqüentemente, atrai mais líquido e causa a diarréia. Outros sintomas provocados pela intolerância à lactose são flatulência, náuseas, distensão e cólicas abdominais nas primeiras horas após a ingestão de leite. Os pais precisam ficar atentos a essas reações, porque há bebês que já nascem com a incapacidade de digerir esse açúcar e não devem ser amamentados.

Causas
Em geral, os níveis de lactase na infância são normais. A diminuição na produção dessa enzima ou a baixa atividade dela no decorrer da vida é determinada principalmente por fatores genéticos. Porém, aspectos ambientais como a presença de desnutrição, parasitoses, infecções intestinais e alcoolismo também podem desencadear o distúrbio,. Ou ainda, se o indivíduo costuma consumir pouca lactose, a intolerância pode ser uma resposta adaptativa do corpo.

Medidas de controle
Quem percebe a intolerância do corpo à lactose, deve diminuir ou, dependendo o grau, excluir o consumo de laticínios. Como esses alimentos são as principais fontes de cálcio, mineral importante para o funcionamento do organismo, deve-se procurar ingerir leite com baixo teor de lactose ou usar a enzima lactase na forma de pastilhas, que podem ser adicionadas ao leite comum para quebrar a lactose antes do indivíduo consumi-lo.

A intolerância não pode ser definida como um tipo de alergia ou sensibilidade. Essas três reações do corpo têm conseqüências bem diferentes, desde um mal-estar até o risco de morte.




Intolerância
reação adversa que envolve digestão, absorção e metabolismo de algum componente do alimento.

Alergia
resposta imunológica do organismo a algum componente alimentar.

Sensibilidade
resposta anormal do organismo, que pode provocar sintomas e reações parecidas com a alergia.






Fonte: Manual Merck de Medicina, livros “Alimentos, Nutrição e Dietoterapia”, “Aspectos de composição e propriedades do leite” e “Intolerance to lactose and other dietary sugars”.. Autor: Vivian Beltrame Awad .

Nenhum comentário:

Postar um comentário