Seguidores

quarta-feira, 16 de abril de 2008

COPOM continua obedecendo seus patrões e deve elevar os juros no Brasil

Em apenas dois meses, a taxa de juros dos Estados Unidos sofreu três cortes, passando de 4,25% para 2,25% ao ano. Na Inglaterra, o banco central do país cortou 0,25 ponto percentual na taxa do país neste mês, para 2,25%. Já no Brasil, a expectativa do mercado é de que, após quase três anos, a taxa básica de juros – a Selic, hoje em 11,25 % ao ano – volte a subir nesta quarta-feira (16), quando o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciará o resultado de sua
terceira reunião do ano.
Especialistas discordam da 'tática' usada nesse caso. Isso porque a inflação é, em sua maior parte, reflexo de uma alta mundial nos preços dos alimentos.
"A alta do juro só contém a inflação interna, que corresponde à metade do IPCA. Você sacrifica o crescimento da economia para controlar uma pequena parcela dos produtos. A outra parcela é independente, é uma alta que vem de fora".

O COPOM porém obedecendo às ordens de seus patrões deve manter os juros no nível estratosférico em que se encontra ou ainda subirá um pouco mais, pois se os financistas perdem dinheiro nos países "ditos ricos", para compensar esta perda.


Redigido por José, baseado em textos do G1
http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,5605,00.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário