Seguidores

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Crédito consignado em 60 meses, ou OPERAÇÃO MATA O VÉIO

Leiam abaixo o e-mail que enviei ao programa Jornal Gente da rádio Bandeirantes que vai ao ar de segunda à sábado dás 8 as 10 horas.
Não sei se vão ler o e-mail ou comentar sobre ele, mas esta é minha opinião sobre esta "sacanagem" que estão aprontando pros "véio"


Bom dia José Paulo, Salomão, Joelmir e demais colaboradores da Bandeirantes

Bom dia, gente

Hoje, quarta-feira, 9/01/08, ouvi a entrevista do ministro da Previdência que explicou o novo sistema do crédito consignado.
O que ele não disse: é que esse novo sistema de crédito consignado SÓ VAI BENEFICIAR OS BANCOS e os eternos aproveitadores de plantão, ou deveria chamar de 'urubus"???

Senhores, não é preciso ser nenhum Joelmir ou Delfim para concluir que o "véio" vai se endividar ainda mais, eu pensei um palavrão, mas escrevi "endividar".

Acompanhem meu raciocínio, neste exemplo.

Pela regra antiga um aposentado que ganhe 1.000 reais mensais tinha o direito de contrair uma dívida de 30% do valor, que são 300 reais mensais, para pagar em 36 meses, portanto ele assumiria uma dívida de R$ 10.800,00

Pela nova regra este mesmo aposentado agora pode assumir uma de 20% da sua aposentadoria e ainda contratar um cartão da CUT onde poderá gastar mais 10%, ou seja, 20 + 10 = 30, o que significa que ele pode comprometer os mesmos 30% da aposentadoria.

Agora é que vem a paulada, esses mesmos 30% agora tem o prazo de 05 anos ou 60 meses para pagar.

Fazendo as contas agora a dívida do "véio" passou de R$ 10.800,00 para R$ 18.000 (DEZOITO MIL REAIS)

O Jornal Gente de hoje colocou no ar o depoimento de um aposentado que pegou um empréstimo de R$ 3.000 em 36 meses e no final do prazo havia pago mais de R$ 6.000,00 e ele estava arrependido: pois foi um empréstimo desncessário.

Eu já ouvi relatos de aposentados cujos filhos ou netos obrigam seus aposentados a fazerem empréstimo e repassarem o dinheiro para eles filhos ou netos para comprarem drogas ou futilidades.
Sabe o que acontece depois???
Quando os "véio" ficam sem dinheiro por que a aposentadoria está comprometida com os empréstimos, eles filhos ou netos espancam os aposentados, por que não têm dinheiro para continuar bancando os filhos ou netos.

A imprensa em geral tem noticiado casos de aposentados que "compraram" produtos super, SUPERFATURADOS de firmas especializados em luidibriar os "véio"

Senhores, esta medida de redução do endividamento dos "véio" está na medida certa para os vendedores de cartões da CUT e de outros aproveitadores de plantão, pois eles dizem que vão reduzir o limite do endividamento com os bancos, mas repassam uma parcela de 10% para os cartões e AUMENTAM o prazo>
Na minha conta a "dívida adicional", queria dizer um palavrão, é de 40%

Lembrem-se que um dos grandes financiadores do "valerioduto" foi a BMG a primeira financeira a conseguir a "autorização" para explorar os "véio"

Obs.: Não sou aposentado, mas pretendo ser.

Obrigado pela atenção e sei que vocês vão pegar este boi pelo chifre

Nenhum comentário:

Postar um comentário