Seguidores

domingo, 30 de setembro de 2007

Uma descoberta tocante!

NÃO HÁ DÚVIDA de que Deus é brasileiro. E a sua generosidade se faz mais presente quando o brasileiro trabalha sério. E isso tem acontecido em muitas áreas.
Vejam o caso da Petrobras. Se não bastassem o seu arrojo e a sua competência em buscar petróleo em águas profundas de mais 3.000 metros abaixo do nível do mar, agora, na bacia de Santos, a empresa encontrou petróleo em águas ultraprofundas, a mais de 5.000 metros. Sim, mais de 5.000 metros de profundidade!
A se confirmar o que foi achado em quatro poços perfurados, o Brasil tem toda a chance de, dentro em breve, dobrar as suas reservas e a sua capacidade de produção diária.
Os técnicos foram pesquisar numa área que fica abaixo da mais profunda camada de sal do mar. Antes dessa profundidade, eles já haviam encontrado montantes apreciáveis de petróleo, mas nada comparável à estimativa de 20 bilhões de barris, como ocorreu nos quatro poços sondados.
Isso é alentador. Se tudo for confirmado, significa que o petróleo pode durar mais do que se pensava. Significa também que, nas águas ultraprofundas, o Brasil encontrará um óleo de melhor qualidade, o que vai propiciar ao país conseguir um melhor preço no mercado internacional.
Mais uma vez, os brilhantes talentos da Petrobras venceram as dificuldades e trouxeram a boa nova. Parabéns!
A notícia veio numa hora crítica, pois, na semana passada, o barril de petróleo em New York chegou a US$ 84 -um absurdo. E tudo indica que vamos terminar o ano nessa base.
Esse preço reflete o agravamento da crise com o Irã, a redução da oferta dos produtores da Opep, a queda nos estoques dos americanos e o próprio aquecimento da demanda, puxado pela China.
Mesmo os que consideram um certo esfriamento da economia mundial, as necessidades de petróleo são crescentes e deverão seguir de forma contínua por duas ou três décadas.
Energia é a chave do progresso. Felizes são os países que dispõem de recursos energéticos abundantes e baratos.
No caso do petróleo das águas ultraprofundas, a extração é caríssima, mas os preços são bem mais altos do que o óleo pesado.
O Brasil está bem servido em matéria de energéticos limpos, como são os casos da energia hidrelétrica e do etanol. Alguém duvida de que Deus tenha simpatia pelos brasileiros?

Texto de Antonio Ermírio de Moraes, na Folha de São Paulo de 30/09/07

Nenhum comentário:

Postar um comentário