Seguidores

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Denúncias de crimes virtuais crescem 300%

Número de investigações saltou des 620 para 1.975
.
O NÚMERO de investigações sobre crimes na internet abertas pelo MPF (Ministério
Público Federal) cresceu 318% no ano passado.
Em 2007, foram abertos 620 procedimentos. Em 2008, o número subiu para 1.975.

Segundo o procurador Sergio Suiama, integrante do Grupo de Combate a Crimes Cibernéticos, a maioria dos crimes cibernéticos envolve pornografia infantil,
que responde por 75% do total de denúncias.

Os dados foram apresentados em São Paulo ontem, Dia Mundial da Internet Segura
no Brasil, pelo MPF e pela ONG SaferNet.

O procurador Suiama disse que o crescimento no número de investigações é fruto de acordo celebrado com o Google em julho do ano passado.

A partir do acordo, a empresa de serviços de internet passou a encaminhar ao
MPF regularmente casos de páginas do Orkut que contivessem pornografia infantil,
denunciadas pelos próprios usuários.

Também ontem, foi assinado um protocolo de cooperação entre o MPF, a Fundação
Padre Anchieta (TV Cultura) e o Comitê Gestor de Internet.

Pelo protocolo, as três instituições se comprometem a cooperar no desenvolvimento
de ações de educação e informação dirigidas ao uso ético, seguro e responsável
da internet. Entre outras ações, o acordo prevê a inserção do tema internet segura
na programação regular da TV Cultura.

Texto de Ariel Kostman Jornal Metro de 11/02/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário