Seguidores

sábado, 6 de outubro de 2007

Aeronáutica não controla mais aviões pequenos

A medida é de outubro de 2006, mas foi reeditada em junho deste ano.
Objetivo é desafogar o trabalho de monitoramento dos controladores de tráfego aéreo.

Uma medida da Aeronáutica determina que vôos de aviões de pequeno porte que trafegam abaixo de 11 mil pés de altitude, em condições visuais, não sejam mais controlados pela Aeronáutica. A medida é de outubro de 2006, mas foi reeditada em junho deste ano.

A ordem é para desafogar o trabalho de monitoramento dos controladores de tráfego aéreo. Segundo a Aeronáutica, a medida é válida para as áreas distantes dos grandes aeroportos monitorados pelos Centros de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáutico (Cindactas) um e dois e não oferece risco para segurança do vôo.

A Aeronáutica também informou que está em estudo a diminuição da altitude para esses vôos de 11 para oito mil pés.

Reportagem do jornal "O Globo" desta sexta-feira (5) diz que a medida tem gerado preocupação entre pilotos de pequenas empresas. Segundo a matéria, fontes do setor alertam que voar está menos seguro, já que os pilotos não podem mais se comunicar com os centros de controle para obter orientação sobre os vôos. Segundo a reportagem, há uma frota de 9.800 aviões voando sem controle no país.

Fonte Portal G1
http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL145324-5598,00.html

Meu comentário: Os contrabandistas, os narcotraficantes agradecem penhoradamente por esta ajuda das autoridades incomPeTentes.

Outra consequência:
Se os esforços dos controladores forem concentrados em controlar os grandes aviões, talvez não tenhamos mais tragédias com um grande número de pessoas no mesmo vôo, mas estamos aceitando a morte de pilotos de passageiros de aviões pequenos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário