Seguidores

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

O APAGÃO chegou antes do esperado

Cinco anos de imobilismo e de discurso vazio culpando o antecessor por tudo de ruim que acontece "neste país" produziu um novo apagão energético no Brasil.

Para cumprir contratos com as usinas termelétricas movidas a gás, a Petrobás foi obrigado a diminuir o fornecimento de gás no Rio e em São Paulo.

As usinas são uma reserva estratégica para serem ligadas quando falta energia das usinas movidas a queda d'água. Neste final de ano de poucas chuvas está faltando água nos reservatórios e para que não falte energia para o banho diário dos brasileiros e todas as comodidades proporcionadas pela energia elétrica, foi necessário colocar tais usinas em operação, só então se percebeu que não havia gás suficiente para a demanda normal e a demanda extra das usinas termelétricas.

Por contrato e por razões estratégicas as usinas termelétricas tem preferência sobre os outros setores da economia, por isso a Petrobás diminuiu o fornecimento de gás para as distribuidoras do Rio e São Paulo.

Até nisto o Lula é sortudo, o apagão veio com aviso prévio, é só um "piscazinho", não é apagão ainda e eu sinceramente espero que o presidente abra os olhos, ouvidos e cérebro e perceba que não é bom abusar da sorte e tome providências imediatas para evitar um apagão como aquele que tivemos na era FHC.

Desejo sinceramente que desta vez o Lula não diga: "Nunca antes na história DESTE PAÍS tivemos um apagão como tão grandioso"

JGS

Nenhum comentário:

Postar um comentário